quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

A natureza e sua beleza.

Cântico da natureza
Por Luci Ane G. Melo- 11-01-2011- 11:29

Cigarra amiguinha...
Chama por Ci... Ci...
Não sabe ela
que na minha mente...
Está me chamando
do mesmo jeito
que a minha gente.
Cigarra cumpra a sua missão...
Cante para alegrar a multidão.
Para essa pessoa seu canto é especial.
Você me chama pelo meu apelido...
Isso soa muito bom
em meus ouvidos.
Cigarra...
Cigarrinha
Seu canto alegra meu coração...
mas, o bem-te-vi
Enciumado canta também do outro lado.
Cigarra,
insiste você em me chamar.
E o bem-te-vi
não cansa de protestar.
Nessa inusitada cantata
juntam-se outros tantos cantores...
Criando um lindo louvor
a mãe natureza e ao Criador.
Os sons me chegam aos ouvidos
aguçando os meus sentidos.
Que maravilhosa sonata
escuto cigarra,
bem-te-vi,
outros pássaros
e até sons de cães de raça
ou vira-latas.
De muito longe chegam sons de outros bichos...
Não quero nem acreditar...
até o bicho homem veio participar.
São serras, motores e muita falação.
Tinha de ser o “bicho homem”
chegando,
sem noção.
Os animais ignoram sua chegada
E continuam sem mudar sua cantata.
Recomeça a Cigarrinha o seu louvor...
E o Bem-te-vi
protestando sem pudor.
Tantos pássaros cantando sem parar...
E o homem nem percebe seu cantar.
Afinal, ele tem que trabalhar
E sua vida conseguir arrumar.
Em seu momento de louvação...
ele até consegue entender
que no seu coração
pulsa o amor
pela natureza
e pelos animais
seus irmãos.

video

Um comentário:

Luci Ane disse...

Cigarra amiguinha cante e encante o dia, seja a voz da natureza a nos lembrar o quanto necessitamos essa casa arrumar.